2010/03/23

onda

Essa montanha que por vezes me é um mar...

2010/03/09

___...__...._.....

Quando abrir a porta e assomar à escada, saberei que lá em baixo começa a rua; não a norma já aceita, não as casas já conhecidas não o hotel em frente; a rua, a floresta viva onde cada instante pode jogar-se em cima de mim como uma magnólia, onde os rostos vão nascer quando eu os olhar, quando avançar mais um pouco, quando me arrebentar todo com os cotovelos e as pestanas e as unhas contra a pasta do tijolo de cristal, e arriscar a minha vida enquanto avanço passo a passo para ir comprar o jornal na esquina. Cortázar

2010/03/07

2010/03/03